O que tens de fazer quando te sentes parado e sem energia



Volto a este tópico hoje, porque realmente durante esta semana, este tema tem chegado por várias frentes. Está muita gente triste, desacreditada, sem energia ou, ainda pior, absolutamente anestesiada no inevitável “vai-se andando” do dia-a-dia.

Se te sentes parado, a má notícia é que, provavelmente,

em vez de parado, até estás a andar para trás.

Nada na vida pára. Ela continua sempre dia após dia, e cada vez mais depressa.

Se sentes que estás parado(a), é porque muito provavelmente até estás a retroceder. E de certeza que este padrão se está a repetir em várias áreas da tua vida. Se calhar não é só trabalho, se calhar não é só na vida social, se calhar até os intestinos estão mais parados!

E que mais sinais precisas tu para actuar?

A boa notícia, é que tens formas de contrariar essa tendência.

Tudo neste universo é energia e assim sendo, tudo se movimenta em pólos, em positivo e negativo, em cheio e vazio, em depressa e parado. E é com esta mesma premissa que vais dar a volta à situação.

Como? Activando o contraponto.

Estar parado é o polo oposto de estar em movimento.

Se tens um lado estagnado, tens de activar o extremo oposto. Picando o monstro adormecido do outro lado da rua. Actuando no contrário.

Mexe a tua casa, mexe a tua agenda, mexe o teu corpo, mas mexe!

E isto por si só vai desencadear uma série de movimentos entrelaçados. Como peças de dominó que se empurram entre si naquela dança silenciosa.

Senão consegues actuar directamente vai à volta!

Se existem áreas onde não consegues activar de forma directa, como por exemplo o trabalho, existem outras em que a sua activação é imediata. Por exemplo na forma física. É fácil começares a dedicar um período de tempo diário em que te movimentas, em que praticas exercício físico. E isso por si só vai contagiar energeticamente uma série de facetas da tua vida. Porque o que está em ti, está fora de ti.

Vais-te sentir mais vivo(a), mais confiante, com mais vontade de olhar no espelho e agradecer os pequenos mistérios da vida!

Com amor,

Rita

PS – Espero que estas pequenas partilhas possam ser uma ajuda no teu caminho, na descoberta de ti mesmo e do que vieste fazer ao mundo; no enorme desejo de que possas partilhar com o mundo o melhor de ti!

Adorava saber se te foi útil!

Se eu puder ajudar, fico grata. Ocorrem-me duas formas imediatas. Podes participar num programa muito interessante que vamos agora fazer em Guimarães, Master Your Life, e que podes consultar aqui. Ou, através de um acompanhamento mais personalizado, para o qual te pedia que enviasses uma mensagem e falamos.


0 visualização

Para estares sempre actualizado...

  • Instagram
  • Facebook
  • Black LinkedIn Icon