Os teus sonhos estão vivos?


Há uma diferença clara entre sonhar e pedir. A maior parte das pessoas quando sonha, pede. Esquecendo-se de acrescentar toda uma vivência que sem duvida convidaria com muito mais sustento um sonho a descer. A percorrer todo um caminho até à realidade, e aí vingar.

Os sonhos para acontecer precisam de alinhamento. Alinhamento entre eles e a pessoa que lhes facilitará todo o seu caminho e alinhamento entre os diversos planos de existência da pessoa que irão percorrer. O que queremos tem que estar alinhado com o que somos, sentimos, pensamos ou fazemos. Já escrevi muitas vezes sobre isso.

Mas os sonhos também precisam de vida, de ser alimentados de ter realismo ou idealismo do que será a sua vivência num plano 3D.

E é aqui que a maioria das pessoas bloqueia quando quer fazer acontecer. Temas que podemos considerar como subtis, mas que depois se tornam em verdadeiras armadilhas no processo.

#1 O alinhamento com a tua realidade

Assim como ninguém passa de um estado de raiva total para um estado de amor incondicional, assim o caminho que normalmente percorremos em matéria de sonhos.

Por exemplo, tens um carro velho e gostarias de comprar um novo. Podes pedir uns quantos níveis acima do teu, mas isso se isso estiver muito longe da tua realidade actual, fica mais desafiante.

Evidente que devemos sempre ambicionar e isso faz parte do nosso caminho de progressão, mas os saltos que nos imaginamos a dar devem de estar alinhados com a nossa vibração. Saltos muito grandes tornam difícil o alinhamento vibratório e isso torna mais complicada a nossa capacidade de atracção. A nossa mente pode até estar lá, mas o nosso campo vibracional não está a desempenhar o seu papel de atração...

#2 O teu (verdadeiro) envolvimento

Quanto estás tu envolvido no processo? Imaginas a tua presença em cada passo do processo? Quanto mais envolvido, mais presente estiveres , maior a tua responsabilidade, mais vivo estará o processo. Por exemplo se desejares mesmo um novo carro, é bom que visualizes realmente o teu processo de escolha, o pagamento,

#3 O teu envolvimento na manutenção desse sonho

Ninguém quer nascer para ter um espaço curto de vida. Um sonho também não.

Os sonhos querem ingressar em realidades de continuidade, de responsabilidade.

Mais do que visualizarmos o nosso sonho a vir para nós, temos que imaginar a manutenção do mesmo. No exemplo do carro, o pagamento do seguro, a manutenção, o combustível para os passeios. Nós a passearmos no carro e a levarmos outras pessoas a passear. O valor que este carro representaria para todos.

#4 A acção

Este é sem dúvida um dos pontos mais importantes. O que é que tu fazes diariamente para ficares mais perto do teu sonho? A componente de acção mostra o teu envolvimento no processo e não apenas no resultado.

Existe uma tendência clara em trabalharmos pouco nos nossos sonhos. Talvez por ainda estarem num plano material, ou por ainda estarmos em défice no nosso nível de confiança. Mas a realidade é que ninguém se torna doutor sentado numa cadeira, certo?

Continua a sonhar.

Os sonhos e a vida, precisam de ti !


1 visualização

Para estares sempre actualizado...

  • Instagram
  • Facebook
  • Black LinkedIn Icon