Fala-nos das tuas resistências, e nós apontamos-te as tuas oportunidades


Sempre que estamos na iminência de começar um retiro, inundam-se as caixas postais com os maiores desabafos, de quanto tantas pessoas gostariam de ir, e tudo o que as impede.


Nós ficamos contentes. As resistências são um indicador de que o processo está vivo e latente dentro de cada um de nós. Não houvesse interesse, não haveria resistência. E depois, em cada resistência existe efectivamente uma pista para iniciarmos um profundo processo de transformação.

Vejamos então o que acontece numa perspectiva mais profunda e energética, quando estamos perante uma resistência.

Primeiro, só existe resistência quando existe uma possibilidade de um movimento contrário. Quando estamos prontos a fazer algo por nós, e que sabemos nos vai transformar, a primeira reação é a resistência.

Segundo, a resistência que normalmente apontamos não é nunca a verdadeira resistência. É aquela que a nossa mente racional categoriza para nosso entendimento e aceitação. E dos outros.

Ora vê…por exemplo, se a tua maior resistência for…

…não ter dinheiro; sabe que por trás disso está uma enorme resistência a assumires o teu valor. Dinheiro é a energia que os homens instalaram para a troca de talentos. E os teus talentos têm um valor, assim como têm os das outras pessoas. Honrarmos isto, é honrarmos o valor que existe em nós.

…deixar a família; muito provavelmente por trás disso está uma enorme resistência à verdadeiro conexão, aquela que implica experiências temporárias de desconexão física, para uma maior conexão de alma. As verdadeiras relações são relações saudáveis que sustentam o crescimento de cada um dos seus elementos, e que abraçam todos os pontos de entrada de luz.

…assumir o interesse na matéria; esta é uma resistência clara à nossa verdade. Quando pensamos que os outros não vão aceitar o nosso interesse por este ou aquele conteúdo, esta ou aquela matéria, é porque dentro de nós, ainda existe espaço para uma maior clareza, para um maior aprofundamento. E isto vai-nos fazer claro dar mais um passo nesse sentido.

…lidar com o desconhecido; esta é a roupa que a nossa resistência à expansão normalmente usa. É uma resistência natural criada pelo ego na sua tentativa de manter tudo na esfera do controlado. Mas não é assim que a nossa alma se expande. Isso acontece quando desafiamos as fronteiras do que conhecemos numa tentativa da sua expansão.

Conhecermos a natureza das nossas resistências pode-nos trazer enormes pistas sobre o que realmente nos espera do outro lado do desafio. Podemos vencer os nossos medos, abraçar as nossas resistências, e fazer delas a ponte que nos leva a uma versão mais evoluída de nós.

Em amor reforçado,

Rita e Rodrigo

PS: estes são as resistências que as pessoas mais partilham quando confrontadas com a vontade de nos acompanhar no nosso retiro à India. Não resistimos partilhar, porque podem também ser as tuas. Não são exclusivas deste retiro, mas sim de qualquer processo de crescimento com que te possas confrontar.

Se quiseres sentir um pouco a energia deste retiro dentro de ti, inscreve-te na masterclass gratuita que vamos ter sobre o tema.


4 visualizações