Quanto mais tempo queres viver em piloto automático?


Chegaste provavelmente a um patamar em que deste por ti várias vezes a pensar ... a vida perdeu tanta da sua graça. Começas a vivenciar frustração, descrédito e até falta de confiança, em ti e na vida. Tens nas tuas mãos uma vida que não reconheces, que sentes que não escolheste, que parece que não está feita para ti.


  • A vida está cada vez mais despida de significado; cansaste de andar de terapeuta em terapeuta, de programa em programa, sem nunca conseguires a verdadeira transformação;

  • As áreas da tua vida que eram mais naturais para ti, como por exemplo o trabalho ou a família, e que tanto gostavas, já não estão assim tão interessantes;

  • Questionas vezes sem fim, a quantidade de tempo que perdes com assuntos que realmente não te interessam; e a quantidade de vezes que vais a programas que nada têm a ver contigo;

  • Até o desejo que era uma coisa tão forte em ti, te tem deixado de visitar;

  • Arranjaste as tuas próprias anestesias, a que recorres de forma impulsiva para calar esta voz que já não consegues mais deixar sem resposta;

  • E se calhar mais…

O que te queríamos dizer é que não tem de ser assim.

Isto é aquilo que acontece quando vivemos a vida de forma automática, sem consciência, sem escuta, sem verdadeiramente nos levarmos em conta. Acabamos por viver vidas semelhantes aos que nos rodeiam. E o problema é que estes também vivem vidas semelhantes aos que os rodeiam. Um ciclo quase inevitável que nada te acrescenta.

E Porquê?

Porque não te tem em conta. A tua vida não está feita para ti.

Nós somos seres criadores, com um conjunto de características que nos conferem um papel único no mundo. Este papel traduz-se em contribuições exclusivas que podemos fazer em cada área da nossa vida. Que nos acrescentam porque permitem a nossa expressão; e acrescentam a quem connosco contacta porque também acrescentam à sua expressão.

É preciso trazermos quem somos para o nosso dia a dia, e desenharmos uma vida que realmente tenha a ver connosco. Onde possamos realmente acrescentar e ser acrescentados por este processo.

Em eterna criação.

E tu? Em que ponto estás deste processo?


0 visualização

Para estares sempre actualizado...

  • Instagram
  • Facebook
  • Black LinkedIn Icon