Se nada fizeres, o fosso só vai aumentar


Dizemos isto vezes sem fim, e ainda assim, é um dos temas que mais nos traz pessoas: trabalhares no que gostas é um direito que tens de nascença, não é algo reservado apenas a alguns.


Provavelmente acreditas nisto do ponto de vista teórico, mas quando olhas para ti, cada vez te sentes mais longe dessa realidade. Conhecemos bem essa dinâmica que, de subtileza em subtileza, nos leva a construir um enorme fosso entre nós e a nossa realização.

Vê se não é mais ou menos assim…

#1 Começas a duvidar se algum dia vais poder ter o trabalho dos teus sonhos

Já tens dúvida dos teus talentos, e se sequer tens alguns; quanto mais imaginar que um dia vais encontrar a fórmula perfeita para te expressares e ganhares a vida através dos teus dons.

#2 Começas a contar para ti própria a história de que o que tens, já é melhor do que muito que vês ao lado

Sob o disfarce barato da gratidão (e atenção que é uma das virtudes que mais admiro), manténs-te onde estás, resistindo a toda e qualquer oportunidade de evolução.

#3 Não entendes o que vieste aqui a fazer, e qual é que pode ser o teu contributo para este mundo

Já não acreditas em ti e muito menos na possibilidade de teres realmente um espaço reservado no mundo que só os teus talentos e a tua expressão podem preencher.

#4 Necessitas do feedback exterior para teres oxigénio para dar o teu próximo passo

Precisas daquela aprovação que parece que te dá a tranquilidade necessária para fundamentares as tuas escolhas.

#5 Tens mais facilidade em antecipar o que pode correr mal do que o que pode correr bem

A tua mente está a operar a partir de uma plataforma de ressentimento e frustração, e portanto começas a ver todas as experiências à luz deste legado.

Tudo isto são sinais de que estás há muito tempo numa actividade que te consome e te tira energia. Quando estamos alinhados com o nosso propósito, a nossa vida flui e o nosso trabalho torna-se uma forma de expressão que nos acrescenta e nos traz energia.

Mudamos todo um mindset e passamos a ver tudo de uma forma leve e com um enorme acreditar. A vida transforma-se num cenário de infinitas possibilidades, todas organizadas para nos ajudarem no nosso propósito. (Afinal foi sempre assim, tu é que não conseguias ver. Anos de frustração e ressentimento toldaram-te a pureza dos teus olhos).

Mas não tem de ser assim !

Investe em ti e na descoberta de um trabalho que te preencha e realize. Não só a vida ganha outra graça, como tu ganhas outra dimensão.

Desejamos-te uma vida cheia de propósito !

Rita e Rodrigo

PS: Adorávamos saber como te sentes relativamente a este tema. Partilha conosco nos comentários. E partilha por favor com alguém que aches possa estar a precisar.


0 visualização

Para estares sempre actualizado...

  • Instagram
  • Facebook
  • Black LinkedIn Icon