Quando na realidade o que tens é medo do teu sucesso !

Quando pensas em dar um passo maior na tua vida, ou iniciar um novo projecto, invariavelmente, aparecem um conjunto de questões que te levam de alguma forma a abrandar esse movimento - os nossos auto-bloqueadores.



E isso é normal, e é sempre assim. São mecanismos que nós próprios arranjamos, para que tudo possa ficar na mesma, e a nossa zona de conforto se mantenha. Mas se quiseres mesmo iniciar algo de novo na tua vida, é bom que comeces a reconhecer estes malabarismo, que rapidamente ganham forma e se interpõem no teu caminho.


A saber:


#1 as construções mentais que fazes e que em nada estão alinhadas com a tua vivência. Nós os dois em tempos, sofremos deste mal. Era fácil fazermos uma série de projecções mentais, e do nada começarmos a desenhar cenários incríveis de expansão. O problema é que se a actividade não acompanhar esta vontade, nada irá acontecer. (Mal comparando, acabamos por estar a colocar pessoas dentro de uma máquina a entregar dinheiro, porque na realidade tivemos a visão de um multibanco). Não pode ser assim. Os projectos no início têm que ser giros e apaixonantes de A a Z. Tens que te imaginar a fazer todas as tarefas, porque na maioria dos casos, isso vais ser mesmo necessário. E isso tem de ser apaixonante, aos poucos vais filtrando o que realmente é para ti.


#2 ouvires demasiado os outros, e menos a ti própria. Quando ouves demasiado os outros, estás a receber informação filtrada pela experiência e motivação dos outros, e não necessariamente, o que necessitas de saber. É fácil alguém dizer “devias era fazer…”, isso até poderia significar dinheiro, prestígio, sucesso…mas se não estiver alinhado contigo e com o teu potencial, não vai significar nada disso.


#3 receares o teu próprio sucesso. Este é o mais subtil e mais poderoso bloqueio. Quando no nosso sub consciente estamos verdadeiramente atrapalhados com a visão de sucesso do projecto que estamos para iniciar. Essas são as chamadas auto-sabotagens. Quando depois de resolvidos todos os problemas, voltaste à estaca zero e começas de novo a questionar… Evidente que aqui já não estamos a falar de dúvidas, mas sim de medos ! Medos do que é que a tua evolução te pode trazer.


A parte boa de tudo isto, é quando tomas consciência, podes até apanhar-te nestas construções e rir-te de ti próprio. O humor acrescenta sempre uma enorme dose de leveza às nossas vidas.


Em desejo de continuada expansão,

Rita e Rodrigo


PS: Comenta connosco se sentes algum destes mecanismos activos. Adorávamos saber.

13 visualizações